EUA: Seca continua prejudicando soja e milho em Iowa (EUA)

Publicado em 13/09/2013 18:27 e atualizado em 16/09/2013 08:48
2734 exibições
Com a maior parte do estado assolado por uma estiagem anormal, a expectativa é que a produtividade da soja e do milho continue caindo

A seca severa que continua dominando grande parte do estado de Iowa, um dos principais estados produtores do cinturão de grãos nos EUA, ainda preocupa produtores norte-americanos, segundo matéria publicada pelo site desmoinesregister.com, da cidade de Des Moines, Iowa. 

Os produtores de Iowa devem colher 405,5 milhões de bushels de soja este ano, uma queda de 8,36 milhões de bushels, ou 2%, em comparação com o ano passado, segundo o USDA (Departamento Agrícola dos Estados Unidos). "A estimativa está em linha com o que eu vi durante todo o verão", disse Brian Kemp, presidente da Associação de Soja de Iowa, destacando os danos já causados pela seca. Mas ele ainda tem esperança de que a região receba um pouco de chuva. “Se tiver uma ou duas pancadas de chuva, poderíamos aumentar alguns bushels”.

Na semana passada, um terço do estado estava sob seca severa. "Eu tenho lavouras que ainda estão verdes e lavouras que já estão maduras”, disse Kemp, que cultiva soja perto de Sibley, no noroeste de Iowa. "Se tivermos uma geada em curto prazo, isso provavelmente terá um impacto na produtividade de minhas lavouras”.  

Análises do USDA
Os produtores rurais de Iowa também fizeram algumas análises do relatório do USDA, divulgado nesta quinta-feira. Rich Nelson, estrategista-chefe da Allendale, em Illinois, disse que o USDA espera maior produtividade para o milho no Arkansas, Kentucky, Geórgia e em outros estados do sul para compensar as perdas nos principais estados de cultivo do milho, como Iowa e Illinois. "Mesmo com as revisões um pouco menores, ainda teremos um número muito grande", disse ele.

A safra de milho dos EUA este ano vai bater um recorde de 13,8 bilhões de bushels, com base em relatório de quinta-feira, 80 milhões de bushels a mais do que a previsão do USDA em agosto. Louise Gartner, analista da Spectrum Commodities em Ohio, afirma que a safra de milho deste ano é "um monstro". 

Gartner disse ainda que o USDA foi “radical” ao diminuir a produtividade estimada de soja porque grandes estados produtores, como Iowa, estão “no centro da região mais afetada pela seca e pelo calor”.

Grant Kimberley, diretor de desenvolvimento de mercado da Associação de Soja de Iowa, questionou a queda de 15 milhões de bushels nas exportações de soja projetada pelo relatório.

Seu grupo destacou o compromisso de um grupo de comércio de Taiwan em comprar até 6 bilhões de dólares em grãos dos Estados Unidos ao longo dos próximos dois anos. "É interessante e questionável ver a demanda reduzida neste relatório, quando todas as indicações são de que a demanda deve continuar a crescer a um ritmo acelerado, tanto nacional como internacionalmente, especialmente na Ásia e particularmente na China", disse Kimberley. "Isso me faz pensar se o USDA está prevendo novas reduções de produtividade em relatórios futuros e iniciando o processo de ajuste mais cedo para compensar a produtividade potencialmente mais baixa".


Tradução: Fernanda Bellei
 

Tags:
Fonte: desmoinesregister.com

0 comentário