Plantio da soja safrinha pode ser restrito em MT

Publicado em 12/05/2014 08:31 533 exibições

A Comissão de Defesa Sanitária Vegetal (CDSV) do Ministério da Agricultura, em Mato Grosso, estuda proibir o plantio de soja a partir de 31 de dezembro, no Estado. A intenção é colocar fim à semeadura da oleaginosa na segunda safra, a chamada soja sobre soja ou sojinha. A medida ainda é embrionária, mas divide opiniões. Entre os próprios produtores, os mais interessados no desfecho que a proposição terá, há quem se posicione contra e a favor. O principal argumento para a restrição é a segurança fitossanitária local, ou seja, evitar que as plantas se transformem em abrigo e alimento por longo período de fungos e insetos, como o causador da ferrugem asiática e a lagarta Helicoverpa armigera, respectivamente.


Leia a íntegra no Diário de Cuiabá

Tags:
Fonte:
Diário de Cuiabá

1 comentário

  • leandro fabiani São José dos Campos - SP

    Momento muito importante para mais um "pico" de grande esforço técnico científico dos profissionais do agro no MT e no Brasil.

    A história recente mostra uma capacidade espetacular de reação e resolução de barreiras que aparecem no caminho dos produtores.

    Tenho convicção de que esta discussão sobre soja+sojinha será resolvida com a mesma serenidade que agentes do agronegócio tem demonstrado nesta última década.

    Proibir uma alternativa rentável, ou necessária, em prol da coletividade é a confirmação de que a estratégia do vazio sanitário funcionou, mas aprofundar os estudos sobre a eficiência da restrição demonstra evolução.

    A quinze anos atrás quem fazia milho safrinha era “taxado” de “meio louco”. Evoluímos. A dez anos atrás fazer safrinha de algodão era impensável. Evoluímos. Porque não avaliar a possibilidade de soja sobre soja. Precisamos seguir evoluindo.

    0