Soja Safrinha: Fundação MT alerta para maior infestação de pragas

Publicado em 09/06/2014 07:57 304 exibições
Alerta para produtores de Mato Grosso vem agora da Fundação MT: maior pressão

Muitos questionamentos têm sido levantados sobre o plantio de soja na segunda safra, especialmente em Mato Grosso, maior produtor nacional da oleaginosa. O principal deles é com relação à exposição das lavouras à forte pressão das pragas, bem como ao uso intensivo dos agroquímicos. Nesta safra, em função de um cenário menos favorável ao milho, ainda no segundo semestre de 2013 – quando o produtor toma a decisão do que vai plantar como opções de ‘safrona’ e safrinha – a soja segunda safra ganhou adeptos e em 2014 ocupa a maior área já destinada a ela como alternativa de segunda época. O resultado são cerca de 120 mil hectares plantados e em pleno desenvolvimento. A área atual é quase cinco vezes maior que a anterior.

A pesquisadora de Entomologia da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT), Lucia Vivan, alerta que a “safrinha” com soja pode ser combustível para infestação. “Além de aumentar o custo de produção é importante dizer que com essa prática, soja safrinha, houve maior exposição das pragas aos mesmos produtos que foram utilizados na safra, e isso pode acelerar a evolução da resistência de insetos aos inseticidas”.

Leia a notícia na íntegra no site do Diário de Cuiabá.

Tags:
Fonte:
Diário de Cuiabá

0 comentário