Soja: Clima desfavorável sustenta preço interno e nos EUA

Publicado em 27/10/2014 09:10 195 exibições

Os preços da soja têm subido nos Estados Unidos e no Brasil. No país norte-americano, chuvas dificultam a colheita, atrasando as atividades, enquanto a demanda pelo grão e derivados daquele país está aquecida. No mercado doméstico, além do contexto externo, o impulso vem dos baixos estoques no spot, da firme demanda e do clima desfavorável para o cultivo da oleaginosa. As altas são verificadas mesmo com estimativas ainda apontando safra recorde global. De modo geral, o ritmo de comercialização é lento, devido à forte retração vendedora. Muitos agentes preferem comercializar estoques remanescentes, em detrimento das vendas antecipadas. O Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa permaneceu em R$ 61,17/sc de 60 kg na sexta-feira (na entressafra, negócios tem havido negociação). Na média ponderada das regiões paranaenses, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ, houve elevação de 3% em sete dias, indo para R$ 60,98/sc de 60 kg na sexta.

Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário