Plantio da soja tem início no Rio Grande do Sul

Publicado em 30/10/2014 17:15 965 exibições

As primeiras lavouras de soja da safra 2014/2015 começaram a ser plantadas no Rio Grande do Sul, nas regiões Norte e Noroeste do Estado. Conforme informações divulgadas nesta quinta-feira (30/10) pela Emater/RS-Ascar, já foram semeados cerca de 70 mil hectares, o que representa pouco mais de 1% da área total prevista para esta safra, que é de 5,125 milhões de hectares. No ano passado, nesta mesma época do ano, o plantio já atingia 10%.  

O atraso na implantação das lavouras de soja se deve às condições desfavoráveis verificadas até meados deste mês, quando o excesso de umidade impossibilitou os trabalhos prévios à semeadura, como a dessecação de pastagens e de outras coberturas verdes. Com a melhora das condições, os produtores deverão acelerar o processo nas próximas semanas.

Arroz
Já para a cultura do arroz, as condições climáticas favoreceram o plantio das lavouras, etapa que evoluiu de forma satisfatória, chegando aos 35% da área projetada para esta safra. Apesar do avanço na semeadura, o percentual atingido ainda fica abaixo da média verificada nos últimos anos. A umidade presente no solo tem sido suficiente para uma boa germinação das sementes, fato que, aliado à boa insolação, favorece o desenvolvimento inicial das plantas, conferindo bom padrão às lavouras.

Feijão
Com relação à 1ª safra do feijão, que terá área total de 48.665 hectares, o plantio também evoluiu de forma positiva, alcançando 45% do projetado. Mesmo assim, segue bastante abaixo da média registrada em anos anteriores, de 77%. De maneira geral, as lavouras se desenvolvem com bom padrão, beneficiadas pelas temperaturas elevadas e boa umidade no solo. Até o momento, não foram registrados focos de pragas ou moléstias na cultura.

Milho
As lavouras de milho apresentam excelente desenvolvimento, mesmo sem a ocorrência de chuvas no período. Com a diminuição da umidade do solo, alguns produtores se viram obrigados a parar a aplicação de herbicidas e de adubação nitrogenada em cobertura, sendo que áreas implantadas sob pivô já estão sendo irrigadas.

Em áreas do Norte do Estado, próximas à fronteira com Santa Catarina, há relatos de deficiência hídrica, motivada pela pouca chuva ocorrida nos últimos 15 dias. Nestas áreas, em consequência das temperaturas altas ao final do dia, a cultura apresenta a ponta das folhas murchas pela perda de turgidez. Pequenos focos de diabrótica e lagarta do cartucho também são relatados.

O plantio do milho evoluiu de forma satisfatória no Estado, atingindo 70% do previsto. Mesmo com falta de umidade em determinados momentos, o desenvolvimento inicial das lavouras semeadas recentemente é considerado bom pelos técnicos da Emater/RS-Ascar

Tags:
Fonte:
Emater RS

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário