Soja: Preços perdem mais de 1% nos portos brasileiros acompanhando o recuo em Chicago

Publicado em 08/12/2016 11:16
933 exibições

Os preços da soja nos portos do Brasil acompanham as baixas registradas pelos futuros da oleaginosa na Bolsa de Chicago e também recuam nesta quinta-feira (8). Em Rio Grande, o preço no dispnonível perdia 0,61% para ser negociado a R$ 81,00 por saca, enquanto no mercado futuro a baixa era de 1,16% para R$ 85,00. Em Paranaguá, 1,23% de queda no disponível e 1,20% no mercado futuro, para referências de, respectivamente, R$ 80,00 e R$ 82,00. 

Além do recuo no mercado internacional - que por volta das 11h45 (horário de Brasília) passavam de 9 pontos entre os principais vencimentos e levava o maio/17 a US$ 10,57 por bushel - as cotações sentiam ainda o peso da baixa do dólar frente ao real registrada mais cedo. Com a manutenção de Renan Calheiros na presidência do Senado, a divisa começou o dia caindo e chegou a perder os R$ 3,40. Perto de 12h, porém, o dólar tentava uma reação e subia 0,10% para R$ 3,408.

O mercado internacional recua na sessão desta quinta-feira (8) na Bolsa de Chicago. A commodity parece já se ajustar à espera do novo reporte que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz amanhã. Depois dos ganhos acumulados nesta semana, os preços realizam lucros já à espera do novo boletim mensal de oferta e demanda que será divulgado nesta sexta-feira, 9 de dezembro. 

Mais tarde, serão reportadas ainda as expectativas detalhadas para o relatório mensal do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) de amanhã. Algumas consultorias nacionais e internacionais acreditam em, dada a força da demanda, em dados mais elevados das exportações, ao mesmo tempo em que os estoques norte-americanos podem vir menores. 

Na outra ponta dos negócios, há os fundamentos, uma demanda bastante fortalecida e algumas preocupações sobre a nova safra da América do Sul, mais precisamente com a argentina, que dão importante suporte ao mercado neste momento. Nesta quinta, novas vendas foram anunciadas pelo USDA  sendo 20 mil toneladas de óleo de soja para a Coreia do Sul e mais 136 mil toneladas de soja em grão para destinos não revelados. Ambos os volumes são da safra 2016/17. 

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário