Ainda sentindo as chuvas na Argentina, preços da soja seguem recuando em Chicago nesta 3ª

Publicado em 20/12/2016 07:09 691 exibições

O mercado da soja na Bolsa de Chicago segue recuando nesta terça-feira (20). Os futuros da oleaginosa, por volta das 7h40 (horário de Brasília), perdiam mais de 9 pontos e ainda davam continuidade à realização de lucros registrada na sessão anterior. Dessa forma, o vencimento janeiro/17 valia US$ 10,11, enquanto o maio/17 era cotado a US$ 10,31 por bushel. 

Além da realização, no entanto, os preços em Chicago vêm parte do prêmio de risco climático ser retirado dos preços dada a chegada de algumas boas chuvas na Argentina, onde o tempo seco vinha sendo uma preocupação. 

"O mercado da soja parece disposto a recuar diante de um menor impacto da seca e do plantio atrasado na Argentina. As chuvas do último final de semana pode ser um 'ponto de inflexão', especialmente com algumas chuvas adicionais aparecendo nas previsões", explica o consultor internacional Joe Lardy, da CHS, ao Agrimoney. 

Além disso, há ainda a possibilidade de que a falta de precipitações volte a preocupar no país e o clima na América do Sul, portanto, ainda pode trazer alguma surpresa e ajudar a direcionar ainda mais as cotações em Chicago. Para alguns analistas, essa pressão sobre os preços, sendo assim, tem curta duração, especialmente dada a força da demanda ao lado dessa possibilidade da volta do tempo seco em algumas regiões argentinas e no Sul do Brasil. 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

>> Soja em Chicago fecha em baixa com chuvas na Argentina, mas demanda limita queda nesta 2ª

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário