Para ter rentabilidade, a região centro do Uruguai deverá ter produtividade de acima de 42 sacas/ha

Publicado em 11/01/2017 08:51
111 exibições

Com a adequação dos valores que a soja sofreu ao longo dos anos, a área de cultivo da oleaginosa se restringiu na zona centro do Uruguai.

O site TodoElCampo aponta que os negócios da soja mudaram muito e que, agora, "não existe mais aquele cultivo de soja que com 30 sacas por hectare já gerava rendimento para o produtor". Para esses produtores, que são as grandes empresas, esse tipo de negócio já não serve mais, mas há produtores menores que tomam a frente e estão fazendo uma agricultura de mais qualidade, apostando no rendimento.

Ou seja, o negócio da soja se mantém no Uruguai, embora haja áreas que estejam saindo do plantio da oleaginosa, seja em definitivo ou por toação de culturas. Essas baixas, no entanto, são "mínimas", que não afetam a produtividade.

99% da soja da região já está plantada, embora alguns poucos produtores ainda estejam trabalhando no plantio. Desde o Natal, estão caindo chuvas boas para o cultivo, em torno dos 150mm a 160mm.

Sem ter o clima em conta, a rentabilidade da soja deve superar as 42 sacas por hectare. Para isso, o TodoElCampo aponta que os produtores precisam de poucas coisas: um solo que esteja em boas condições, uma semente de qualidade e uma condição de fertilização básica.

Por outro lado, as chuvas e os ventos também afetam os cultivos, permitindo a entrada de doenças, mas, "com a taxa de crescimento que os cultivos estão tendo, não é um problema grave", aponta.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: Todoelcampo.com.uy

0 comentário