Bolsa de Buenos Aires diminui área de soja estimada na Argentina para 19,2 milhões de hectares; milho segue inalterado

Publicado em 19/01/2017 15:30 e atualizado em 19/01/2017 17:19
333 exibições

A Bolsa de Cereais de Buenos Aires (BCBA) divulgou, na tarde desta quinta-feira (19), seu Panorama Agrícola Semanal (PAS) para o cultivo de soja na Argentina.

Desta vez, a Bolsa apontou mais uma previsão de redução de área, e estimou o plantio total no país em 19,2 milhões de hectares, 100.000 hectares a menos do que no relatório anterior.

A BCBA aponta que, até a data de publicação do PAS, 770.000 hectares plantados com soja se encontram afetados por excessos hídricos e, dependendo da evolução climática durante as próximas semanas, as perdas de área podem superar a metade dessa superfície.

Em paralelo, a seca sobre o sul de Buenos Aires se agrava, impedindo a concretização do plantio, somando a uma superfície abandonada que não receberá sementes por conta dos excessos hídricos.

A nível nacional, considerando a nova estimativa de área, o avanço nacional de plantio está em 99,1%.

Milho

Para o milho, embora o risco também esteja sobre 290.000 hectares, grande parte deles concentrados no leste de Córdoba, oeste e norte de Buenos Aires, leste de Entre Ríos e na província de Santa Fe, a BCBA mantém a estimativa de área inalterada em 4.900.000 hectares, 27% a mais do que na safra 2015/16 (3.850.000 hectares).

A evolução do estado dos lotes afetados estará sujeita às condições climáticas durante as próximas semanas, que determinarão o impacto produtivo dos excessos.

O plantio total de milho, a nível país, alcançou 95,3%.

Por: Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário