Atraso da colheita da soja deixará o milho sem seguro no Paraguai

Publicado em 25/01/2017 14:46
233 exibições

O atraso de 25 dias da colheita de soja no Paraguai está postergando o plantio de milho, deixando grande parte desse cultivo sem possibilidade de cobertura de seguro pelos perigos de possíveis geadas, advertiu o produtor Rafael Forlín.

As seguradoras agrícolas somente outorgam cobertura para parcelas de milho que forem plantadas antes de 10 de fevereiro deste ano, mas o atraso de 20 a 25 dias da colheita da soja torna possível que a maior parte do milho se desenvolva em época de possíveis geadas.

"O milho safrinha com bom rendimento é aquele que é plantado até 15 de janeiro, mas com o atraso da colheita de soja, a maior parte será plantada ao final de fevereiro, com menos horas de luz", comentou Forlín, que faz parte da cooperativa Unión Curupayty, de Santa Rosa del Monday, Alto Paraná. Nesta localidade, a colheita de soja já se inicia, com o milho sendo imediatamente plantado.

O atraso também poderá diminuir a área de plantio de soja safrinha. Em respeito à soja que está sendo colhida agora, esta deverá ter bons rendimentos - os preços atuais também estão bons para os produtores.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: ElAgro.com.py

0 comentário