Soja tem leve realização de lucros nesta 6ª na CBOT mas clima na América do Sul permanece em foco

Publicado em 15/09/2017 07:33
3145 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja na Bolsa de Chicago subiu por dois dias consecutivos de forma bastante expressiva e, nesta sexta-feira (15), realiza parte desses lucros. As baixas eram bastante tímidas na manhã de hoje, porém, e as cotações perdiam pouco mais de 1 ponto entre os principais vencimentos, por volta de 6h55 (horário de Brasília). 

Dessa forma, o novembro/17, que segue como vencimento mais negociado nesse momento, valia US$ 9,84 e o março/18 já chegava aos US$ 10,00 por bushel. 

Apesar da leve correção dos preços na manhã de hoje, continuam correndo o noticiário internacional as informações de que o clima na América do Sul, principalmente no Brasil, poderia preocupar neste início de nova safra. 

Neste 15 de setembro se finaliza o vazio sanitário em boa parte dos principais estados produtores e já há produtores com suas plantadeiras no chão para dar início aos trabalhos de campo. O negócio é saber, porém, se as chuvas chegam para possibilitar esse início de forma adequada. 

Além disso, o Serviço Nacional de Clima dos Estados Unidos aumentou seu percentual de chance de ocorrência do La Niña durante o período de outono/inverno no hemisfério norte, ou seja, primavera/verão no hemisfério sul, de 25 a 30% para 55% a 60%. 

"O mercado vai manter os olhos muito atentos à essa questão do La Niña", disse a CRM Agricommodities nesse momento em que o plantio argentino e brasileiro estão prestes a começar.

No financeiro, o petróleo recua ligeiramente - perdendo 0,10% em Nova York, enquanto o índice dólar recuava 0,20% para ser cotado a 91,86 pontos. 

Veja como fechou o mercado nesta quinta-feira:

>> Soja fecha acima dos R$ 71 nos portos nesta 5ª com ganhos de mais de 14 pts na Bolsa de Chicago 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário