Soja em Chicago opera com estabilidade nesta 3ª feira após altas consecutivas

Publicado em 08/01/2019 09:08
986 exibições

LOGO nalogo

Nesta terça-feira (8), o mercado da soja na Bolsa de Chicago trabalha com estabilidade. Perto de 8h30 (horário de Brasília), as cotações trabalhavam com tímidas oscilações de menos de um ponto entre os principais vencimentos, porém, do lado positivo da tabela. 

Assim, o contrato março/19 tinha US$ 9,24 e o maio/19 US$ 9,37 por bushel. 

O mercado se ajusta à espera de novidades e após bater nas máximas em três semanas na CBOT, mas ainda assim, recua pela primeira vez após quatro sessões consecutivas. Os traders permanecem atentos às notícias que partem do encontro entre as delegações americana e chinesa que acontece nesta semana em Pequim. 

"Fontes chinesas da ARC já nos informaram que discussões iniciais entre os representantes de cada Governo apresentam sinais de que ambos os lados pretendem achar um consenso para o fim da Guerra Comercial", diz o boletim da ARC Mercosul.

Ao mesmo tempo, o mercado especula sobre todas as questões ao redor da nova safra brasileira. Em função do clima adverso, as perdas continuam se intensificando e chamando a atenção dos participantes em Chicago. As situações mais graves ainda são as do Paraná e do Mato Grosso do Sul. 

No entanto, o quadro se agrava no Centro-Oeste e no Matopiba e também começam a ganhar mais espaço entre as notícias no cenário internacional. 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

>> Soja em Chicago mantém foco sobre seca no Brasil e China e fecha 2ª feira com estabilidade

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário