Argentina colherá 28% a mais de soja e milho do que na safra anterior, diz Governo

Publicado em 06/02/2019 10:06
199 exibições

A Secretaria de Agroindústria da Argentina lançou um novo monitor de indicadores agrícolas, de caráter mensal, a fim de difundir informação oficial resumida das principais variáveis do mercado: desde os dados de plantio e colheita até o preço dos grãos.

"O monitor oferece uma rápida visualização de variáveis críticas para a conjuntura produtiva e de mercado, como algumas estruturais da agricultura, que permitem seguir a evolução da atividade", manifestou o subsecretário de Agricultura, Luis Urriza.

O primeiro monitor, com dados correspondentes ao final de janeiro, permite ver que a Agroindústria mantém uma projeção de colheita recorde de 140 milhões de toneladas, apoiada em uma produção de trigo que foi a máxima da história (19,3 milhões de toneladas) e em uma forte recuperação da soja e do milho.

Precisamente, o dado distintivo é que, segundo o Governo, entre ambos os cultivos (soja e milho) foram plantados 26,9 milhões de hectares nesta safra (a Agroindústria considera o milho destinado para autoconsumo e forragem), 600 mil ou 2,3% a mais do que os 26,3 milhões de hectares do ciclo anterior.

A avaliação oficial é que 91% das áreas de milho e 88% das áreas de soja estão entre bom e muito bom estado, de forma que a estimativa de produção para ambos os produtos é de 104 milhões de toneladas, 28% a mais do que as 81,1 milhões de toneladas do ano anterior.

O Governo espera 54,3 milhões de toneladas de soja (44% a mais do que na safra anterior) e 49,7 milhões de toneladas de milho (35% a mais)

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte Agrovoz

1 comentário

  • marlon paniagua SAO PAULO - SP

    Como é que o governo argentino estima que safra de soja será de 54,3 mmt se o proprio titulo anuncia que será 28% maior . Partindo que a safra 2107/18 foi de 37 mmt, estamos falando de 47,3 mt e nao 54,3 mmt

    0