Soja devolve últimas altas e opera em queda nesta 3ª feira na Bolsa de Chicago

Publicado em 26/02/2019 08:25
622 exibições

LOGO nalogo

Os futuros da soja recuam nesta terça-feira (26) na Bolsa de Chicago, após bater em suas máximas em duas semanas na sessão anterior. As cotações, por volta de 8h (horário de Brasília), perdiam entre 4,25 e 4,75 pontos, com o maio cotado a US$ 9,20 por bushel.

Segundo explicam analistas e consultores internacionais, o mercado realiza lucros e ainda espera pelas confirmações das notícias que chegaram, nos últimos dias, sobre a melhora nas relações comerciais entre China e Estados Unidos. 

Embora as informações sejam positivas, a falta de confirmação ainda mantém o mercado cauteloso, sem força para definir uma nova tendência de alta para os preços. Além disso, há ainda preocupações na disputa entre chineses e americanos sobre a questão da propriedade intelectual, que é o ponto mais polêmico da guerra que há tempos já deixou de ser comercial. 

Os olhos dos traders também se voltam, em partes, para a conclusão da safra da América do Sul, que tem mais de 48% da área colhida no Brasil e, na Argentina, atenta às condições de clima para o desenvolvimento completo das lavouras. 

Do mesmo modo, o avanço da peste suína na China e alguns outros países, como o Vietnã, também exige acompanhamento e atenção. Os impactos sobre essa situação, porém, parece ainda não ter chegado aos preços em Chicago. 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

>> Soja: Cauteloso, mercado em Chicago espera confirmações e fecha com leves altas nesta 2ª

Tags:
Por Carla Mendes
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário