Soja sobe em Chicago nesta 5ª feira com mais chuvas esperadas para os EUA

Publicado em 13/06/2019 12:01
2591 exibições

LOGO nalogo

Nesta quinta-feira (13), as cotações da soja voltam a subir na Bolsa de Chicago focando o clima desfavorável nos Estados Unidos. O novo mapa do NOAA, o serviço oficial de clima do governo americano, traz a continuidade das chuvas no Corn Belt para os próximos sete dias e, confirmadas, podem comprometer ainda mais o desenvolvimento do plantio. 

Assim, perto de 11h50 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 5,75 e 6,25 pontos nos principais vencimentos, com o julho em US$ 8,84 e o agosto, US$ 8,90.

NOAA 7 dias

Os traders buscam saber se os produtores americanos poderão encontrar uma brecha para continuar com o plantio da soja e serão capazes de conclui-lo nesta temporada. Enquanto isso, seguem especulando sobre qual será a real área plantada pelos americanos este ano. 

Ainda nesta quinta-feira, o mercado também recebe os números das vendas semanais que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou em seu reporte, os quais ficaram aquém do esperado.

Na semana encerrada em 6 de junho, os EUA venderam 255,9 mil toneladas de soja, 50% menos do que na semana anterior e 44% em relação à média das últimas quatro semanas. As expectativas dos traders eram de 300 mil a 800 mil toneladas. A maior parte foi destinada ao Egito. 

Em todo o ano comercial, as vendas americanas já somam 46.937,9 milhões de toneladas, contra mais de 56 milhões do anterior, neste mesmo período. Em seu último boletim, o USDA revisou sua estimativa para as exportações do ano comercial presente - que se encerra em 31 de agosto - para 46,27 milhões de toneladas. 

Da safra 2019/20, foram vendidas 275,2 mil toneladas, com o Paquistão como principal destino.  

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário