China compra mais 198 mil t de soja dos EUA; mercado em Chicago não reage

Publicado em 07/10/2019 11:08
822 exibições

LOGO nalogo

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou novas vendas de soja nesta segunda-feira. Foram 198 mil toneladas para a China e outras 240 mil para destinos não revelados. Ambos os volumes referem-se à temporada 2019/20. 

Como há muito não acontecia, o USDA vem trazendo, nas últimas semanas, anúncios quase que diários de vendas da oleaginosa dos EUA para a nação asiática. Somente na semana passada foram mais de 700 mil toneladas. 

Recentemente, o governo chinês lançou novas cotas para que empresas possam comprar soja dos EUA isentas de tarifação para algo entre 2 milhões e 3 milhões de toneladas, de acordo com informações de agências internacionais de notícias. 

No último boletim semanal de vendas para exportação do USDA, reportado na quinta-feira (3), os números da soja vieram bem acima das expectativas do mercado, superando 2 milhões de toneladas e com a maior parte sendo destinada à nação asiática. Somente para os chineses foram mais de 1,5 milhão de toneladas. 

E nesta semana se inicia uma nova rodada de negociações entre China e Estados Unidos, em Washington, entre as delegações de alto escalão dos dois países. As reuniões deverão se iniciar na quinta-feira, 10 de outubro, porém, não se espera que um acordo efetivo e definitivo saia desta nova fase de conversas. 

Segundo especialistas internacionais e notícias da mídia externa, a China deverá adotar um tom mais rígido para essa nova rodada de negociações. De acordo com fontes ouvidas pela agência Bloomberg, os chineses estariam bem mais relutantes em aceitar o amplo acordo sinalizado por Donald Trump antes do encontro desta semana. 

As informações teriam, inclusive, reduzido as esperanças de uma trégua entre os dois países, refletindo, inclusive, no mercado financeiro e de commodities. As ações norte-americanas e europeias recuam e na Bolsa de Chicago, os futuros da soja operam com estabilidade, apesar da notícia das novas vendas. Por volta de 10h55 (Brasília),  as duas primeiras posições perdiam entre 0,50 e 1 ponto e as duas seguintes subiam 0,25 e 0,75 ponto.  Assim, o contrato novembro/19 tinha US$ 9,14 por bushel, enquanto o maio/20 era negociado a US$ 9,49. 

Veja mais sobre o mercado da soja em Chicago:

>> Soja opera estável em Chicago nesta 2ª frente à semana cheia de informações

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário