Soja: Chicago segue em campo positivo nesta 3ª, mas devolve parte das altas

Publicado em 22/10/2019 13:47 e atualizado em 22/10/2019 14:49
371 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja na Bolsa de Chicago segue operando em campo positivo, porém, com ganhos bem mais modestos na tarde desta terça-feira (22). Depois de subirem mais de 1% mais cedo - ou mais de 11 pontos-, os futuros da commodity registravam pequenas altas de 2,75 a 3,25 pontos nos principais contratos. 

Dessa forma, o novembro/19 trabalhava de volta nos US$ 9,36 por bushel, enquanto o maio/20, referência para a safra do Brasil, era negociado a US$ 9,70, perto de 14h20 (Brasília).

Os traders, mais uma vez, se deparam com uma notícia, mas sem muitos detalhes confirmados e, por isso, o mercado acaba devolvendo parte das boas altas registradas mais cedo. 

De acordo com informações de agências internacionais, o presidente americano Donald Trump já sinalizou que um acordo com os chineses poderia ser assinado, mesmo que o parcial, quando se encontrará com Xi Jinping, em novembro, no Chile. Assim, as expectativas sobre a demanda da nação asiática pela oleaginosa americana e o caminho que irá percorrer chama a atenção do mercado. 

"Mas, a alta, por enquanto está sendo limitada, pelo avanço na colheita de soja nos EUA que chegou a 46%, contra 38% de expectativa do mercado, 51% em 2018 e 64% na média dos últimos 5 anos", complemente o consultor da AgroCulte e da Cerealpar, Steve Cachia.

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário