Soja opera com estabilidade em Chicago nesta 6ª após semana de notícias intensas

Publicado em 17/01/2020 08:37 e atualizado em 17/01/2020 09:31
841 exibições

LOGO nalogo

Os preços da soja operam com estabilidade no pregão desta sexta-feira (17) na Bolsa de Chicago. Por mais uma sessão, as cotações dão continuidade ao movimento de recuo iniciado na quarta-feira (15) e, por volta de 8h15 (horário de Brasília), perdiam entre 0,25 e 1,25 ponto nos principais contratos. Na sequência, os futuros da commodity passaram a testar leves altas de pouco mais de 1 ponto. 

Dessa forma, o contrato março tinha US$ 9,24 e o maio, US$ 9,38 por bushel. O julho voltava a operar em US$ 9,51.

O mercado internacional permanece na defensiva ainda frente à cena incerta sobre a demanda por soja da China nos EUA, mesmo depois da divulgação da fase um do acordo comercial. O texto não trouxe detalhes de volumes de compra e o diante disso os traders evitam se reposicionar ainda de forma mais intensa. 

"No caso específico da soja, sem saber quanto a China vai comprar de soja americana, o acordo Fase um acabou não impressionando os traders. Com a entrada da safra nova brasileira então, os americanos desconfiam em um "status quo" para soja dos EUA", diz o consultor da AgroCulte e da Cerealpar, Steve Cachia.

Veja como fechou o mercado nesta qiunta-feira:

>> Prêmios para a soja no Brasil continuam sustentados mesmo após acordo China x EUA

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário