Soja: Chicago caminha de lado nesta 6ª feira, na defensiva antes de feriado nos EUA

Publicado em 14/02/2020 08:47
1992 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja continua operando com estabilidade e à espera de novas informações ara definir sua direção na Bolsa de Chicago. Perto de 8h10 (horário de Brasília), os futuros da oleaginosa testavam os dois lados da tabela, com as cotações ainda variando entre US$ 8,97 - no março - e US$ 9,21 no agosto/20, com oscilações bastante tímidas. 

Segue a defensiva dos traders diante não só da falta de notícias, mas também do final de semana prolongado nos EUA, já que na próxima segunda-feira, 17 de fevereiro, é comemorado o feriado do Dia dos Presidentes no país e quando as bolsas não operam. 

As expectativas todas, porém, se voltam à fase um do acordo entre China e EUA que entra em vigor nesta sexta-feira, dia 15 de fevereiro. O mercado continua esperando uma volta da nação asiática às compras da soja norte-americana, mas as sinalizações ainda são fracas.

"Se as compras não se materializarem, o que parece ser mais provável por enquanto, uma possível melhora no clima no Brasil permitindo uma recuperação nos trabalhos de colheita e as incertezas que continuam rodando o Coronavírus podem voltar a pressionar as cotações futuras de soja neste início de segunda quinzena de um mês de fevereiro que até agora tem sido positivo", explica Steve Cachia, consultor de mercado da AgroCulte e da Cerealpar.

Veja como fechou o mercado nesta quinta-feira:

>>  Soja sobe até 2,6% no interior do Brasil com demanda e dólar ainda forte frente ao real

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário