Publicidade

Após queda intensa, soja tem estabilidade em Chicago nesta 5ª. Foco, porém, segue no coronavírus

Publicado em 02/04/2020 07:37 1688 exibições

LOGO nalogo

Após despencar mais de 2% na última sessão, as cotações da soja operam com tímidas perdas e bem próxima da estabilidade na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira (2). Perto de 7h30 (horário de Brasília), os futuros da oleaginosa perdiam pouco mais de 1 ponto entre os principais contratos, com o maio valendo US$ 8,61 e o agosto, US$ 8,67 por bushel. 

A reação do mercado é bastante natural e já esperada pelos traders. Os preços testam um leve recuperação, mas continua sentindo a pressão trazida pelos desdobramentos da pandemia do coronavírus. E assim, seus próprios fundamentos continuam atuando sem protagonismo neste momento.

"A recessão esperada para o resto de 2020 preocupa. O único alento para o mercado é que a China já está voltando a funcionar e vários países estão tentando formar estoques estratégicos. O mercado internacional portanto precisa de confirmações de negócios e/ou sinais claros de vacina ou remédio eficiente contra esse Coronavírus para se acalmar", explica Steve Cachia, consultor de mercado da Cerealpar e da AgroCulte.

Publicidade

No Brasil, o dólar continua sendo o fiel da balança. Renovando suas máximas históricas, "a deterioração constante da moeda brasileira segue oferecendo suporte aos preços que estão tambem em níveis historicamente altos em reais", completa Cachia. 

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira:

>> Soja derrete em Chicago sem demanda chinesa e com possibilidade de migração de plantio após crise de etanol nos EUA

Tags:
Por:
Carla Mendes| [email protected]
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário