Soja: Semana vai se encerrando com preços fortes no Brasil e Chicago testando recuperação

Publicado em 17/04/2020 07:28 2433 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja sobe nesta manhã de sexta-feira (17) na Bolsa de Chicago. Os futuros da oleaginosa, por volta de 7h15 (horário de Brasília), registravam altas de 2,50 a 3,25 pontos nos principais vencimentos, levando o maio a US$ 8,39 e o agosto a US$ 8,51 por bushel. 

Após uma semana volátil e confusa, os traders buscam alguma recuperação e "continuam se ajustando às realidades de oferta e demanda diante dos desafios do coronavírus", explicam os analistas da consultoria internacional Allendale, Inc. 

Tais altas, no entanto, se mostram frágeis e sem cenário para continuar diante de uma ausência preocupante de demanda da China no mercado norte-americano. Ontem, as vendas semanais para exportação dos EUA marcaram a mínima do ano comercial com apenas 245 mil toneladas e quase nenhuma venda nova para a nação asiática. 

"A soja precisa urgentemente de novas compras de soja americana pela China para ter forças para reagir", diz Steve Cachia, consultor da Cerealpar e da AgroCulte. 

De outro lado, a confusão ainda segue favorecendo o Brasil e os preços da soja em reais, os quais seguem em níveis historicamente altos. A motivação maior vem do câmbio e assim deve permanecer, ainda como explica Cachia. 

"No Brasil, a demissão do ministro da Saúde, apesar de esperada, deve alimentar mais polêmicas, em momento quando o país precisa dar sinais aos investidores de que há um plano de recuperação. Com isso, o viés para o dólar e se mantém firme, salvo atuações mais agressivas do Banco Cenbtral brasileiro", acredita o consultor.

Veja como fechou o mercado nesta quinta-feira:

>> Competitividade da soja brasileira segue estimulando demanda e negócios já avançam até para safra 2021/22

Tags:
Por:
Carla Mendes| [email protected]
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário