Comercialização de soja na safra 2019/20 do Brasil avança para 87,5% e supera recorde

Publicado em 10/06/2020 14:15 137 exibições
Levantamento realizado pela Consultoria mostra ainda salto das negociações com a safra nova e vendas também expressivas do milho

A comercialização da safra 2019/20 de soja no Brasil atingiu 87,5% da produção esperada até 5 de junho, avanço de quase sete pontos percentuais ante o último relatório, com 106,80 milhões de toneladas, muito acima do recorde de 2016 de 76,8%, com produtores aproveitando bons negócios. A média dos últimos cinco anos é de 69,5% e em 2019 os negócios atingiam de 69,7% da produção, segundo a Consultoria DATAGRO. A comercialização de 2020/21 da oleaginosa também teve salto expressivo e chegou a 33,1%, mais de 20 pontos percentuais acima da média dos últimos anos.

“A forte melhora das cotações, gerada especialmente por nova elevação da taxa de câmbio, combinada com prêmios de exportação firmes, fez com que os produtores mantivessem o interesse de venda. Aproveitando a manutenção igualmente firme de interesse de compra, especialmente destinado à exportação”, explica Flávio Roberto de França Junior, coordenador da DATAGRO Grãos.

Os negócios com a soja na safra 2020/21 também avançaram forte durante o mês de maio e atingiram recorde de 33,1% da produção esperada na temporada ante 28,2% do mês anterior e 14,5% no mesmo período de 2019/20. Muito acima da média dos últimos cinco anos de 9,6% da produção e do recorde anterior de 2016, com 14,7%. Considerando o exercício estatístico com projeção de produção da safra nova pela DATAGRO em 128,90 milhões de t, o volume comercializado da safra pelos produtores brasileiros até o momento é de 42,64 milhões de t.

Comercialização do milho no Brasil

A comercialização do milho de verão da safra 2019/20 no Centro-Sul do Brasil também saltou em maio, com 77% da produção esperada até 5 de junho, ante 63% em 2019 e 66,4% no último mês. O fluxo fica acima da média dos últimos cinco anos de 60%, permanecendo um recorde para o período, apesar de o ritmo de negociação de um mês para o outro atingir 11 pontos percentuais ante os 18 pontos no mesmo período de 2019, acompanhando pressão em parte do mês com o final da colheita e postura defensiva dos compradores.

As vendas da safra de inverno 2020 no Centro-Sul do país avançaram para 62%, segundo levantamento da Consultoria DATAGRO, ficando em ritmo um pouco menor do que a da safra de verão por conta das preocupações com o impacto do clima irregular em parte do cinturão produtivo. Ainda assim, a comercialização está mais avançada do que a média dos últimos cinco anos de 52% e do mesmo período do ano anterior (54%), mas abaixo do fluxo de venda recorde registrada em 2016 (67%). No último mês, a comercialização estava em 56%.

Tags:
Fonte:
Datagro

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário