USDA traz vendas semanais de soja dos EUA superando 1 mi de t entre safras velha e nova

Publicado em 18/06/2020 11:08 e atualizado em 18/06/2020 15:13 1822 exibições

LOGO nalogo

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou seu novo boletim semanal de vendas para exportação nesta quinta-feira (18) com números fortes para a soja contabilizando as duas safras. Foram vendidas na última semana 1,920,2 milhão de toneladas, o mercado esperava algo entre 1,1 milhão e 2,5 milhões de toneladas. 

Da safra 2019/20 foram 538,1 mil toneladas, 46% menos do que o registrado há uma semana e 36% se comparado à média das últimas quatro semanas. A China foi o principal destino. Já as vendas da temporada 2020/21 foram de 1,382,1 milhão de toneladas, e a nação asiática também foi a maior compradora da oleaginosa norte-americana. 

Os EUA já comprometeram 44,2 milhões de toneladas de soja da safra velha, contra 47,29 milhões do ano passado, nesse mesmo período. O USDA estima que as exportações totais americanas neste ano comercial sejam de 44,91 milhões de toneladas, número que foi revisado para baixo no último boletim mensal de oferta e demanda, reportado no dia 11. 

MILHO

Já as vendas semanais de milho para exportação da safra velha doram de 357,8 mil toneladas, também 46% a menos do que na semana anterior e 45% mais baixo do que o volume médio das últimas quatro semanas. Destinos nao revelados ficaram com a maior parte. Já da safra 2020/21, o total foi de apenas 114,8 mil toneladas para a Guatemala. 

Entre as duas temporadas, o volume vendido pelos EUA foram de 472,6 mil toneladas, abaixo do esperado pelo mercado de 500 mil a 1,150 milhão de toneladas. 

Da temporada velha, as vendas dos EUA do cereal somam 41,49 milhões de toneladas, volume bem menor do que o registrado há um ano, de mais de 48 milhões. O USDA estima as exportações de milho dos EUA em 45,09 milhões de toneladas. 

TRIGO

O USDA informou ainda as vendas semanais de trigo em 504,8 mil toneladas, contra projeções do mercado de 250 mil a 500 mil toneladas. A Guatemala foi a maior compradora do grão norte-americano. 

Tags:
Por:
Carla Mendes| [email protected]
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário