Com disputa intensa e pouca oferta, soja bate nos R$ 125/sc CIF Indústria

Publicado em 06/08/2020 17:27 1409 exibições

LOGO nalogo

Os preços da soja registraram mais um dia de alta no mercado brasileiro e segue refletindo a relação apertada entre a oferta e a demanda, além de uma alta do dólar considerável registrada nesta quinta-feira (6) de mais de 1%, mantendo a moeda americana no patamar dos R$ 5,30. 

"Seguimos com uma disputa grande, agora as indústrias nacionais entraram pesado no mercado e os indicativos já chegam a R$ 125,00 por saca CIF Indústria, os portos entre R$ 125,00 e R$ 126,00, FOB sul do Brasil em R$ 122,50. Os compradores estão querendo muito a soja, com apoio importante agora do óleo", explica Vlamir Brandalizze. 

Segundo o consultor de mercado da Brandalizze Consulting, o leilão de biodiesel desta semana teve boa demanda, boa disputa e resultou em preços bastante interessantes para o derivado. "E com isso, os preços do óleo bateram recorde, com mais de R$ 4600,00 por tonelada no diferido que vai para indústria de biodiesel, dando espaço para os processadores correrem atrás do grão", completa. 

Os derivados têm registrado um 2020 tão positivo quanto a soja em grão e dão importante estímulo às cotações da matéria-prima, ainda muito disputada entre demanda interna e exportadores. 

Já olhando para a safra 2020/21, são preços nos portos do Brasil que ainda variam de R$ 107,00 a R$ 110,00 por saca, com apoio importante também do dólar, ainda segundo Brandalizze. 

O retorno financeiro da soja na safra 2020/21 do Brasil deverá ser o melhor dos últimos anos e alcançar seu melhor nível desde a criação do Plano Real, em 1994, como explicou o analista de mercado Marcos Araújo, da Agrinvest Commodities, em entrevista ao Notícias Agrícolas nesta quinta-feira (6). E este é o principal combustível para o considerável aumento da área esperado para a nova temporada brasileira da oleaginosa, que na perspectiva da Agrinvest deverá ser próximo de 900 mil hectares. 

"Acreditamos que devemos ter uma área entre 37,8 e 37,9 milhões de hectares plantados no Brasil", acredita Araújo, que explica ainda que essas novas áreas deveriam vir essencialmente de pastagens degradadas. Mais do que isso, o analista explica que o atual cenário macroeconômico - com um novo corte na taxa básica de juros para 2%, que ficam negativos ao se aplicar o fator inflação - pode atrair até mesmo investidores que atualmente no atuam no campo. 

Veja mais:

>> Sojicultor brasileiro tem melhor retorno financeiro na safra 2020/21 desde criação do Plano Real

MERCADO INTERNACIONAL

Na Bolsa de Chicago, os futuros da soja fecharam o dia comk leves baixas de 0,75 a 1,50 ponto nas posições mais negociadas, levando o agosto a US$ 8,80 e o novembro a US$ 8,78 por bushel.  Durante o dia, o mercado testou os dois lados da tabela, encontrando suporte na demanda, mas sendo pressionado pela grande oferta vinda dos EUA. 

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou uma nova venda de 126 mil toneladas de soja para a China nesta quinta-feira (6). O volume é todo da safra 2020/21. Todas as vendas feitas no mesmo dia, para o mesmo destino e com volume igual ou superior a 100 mil toneladas devem ser informadas ao departamento. 

Este é o segundo anúncio da semana e as vendas norte-americanas para a China já somam 318 mil toneladas. 

Assim, o mercado internacional da oleaginosa, que começou o dia com pequenas baixas, volta a operar do lado positivo da tabela, se apoiando também nos bons números reportados pelo USDA das vendas semanais para exportação. Da safra nova americana, foram mais de 1,4 milhão de toneladas. 

"As discussões aqui fora são ainda qual o tamanho da safra americana e se a China vai ampliar o volume de compras americanas. Para se ter uma ideia, as exportações dos EUA para a China ainda são 30% do acordado na primeira fase do acordo comercial EUA-China. Por enquanto, poucas vendas de soja seguem sendo reportadas e em volume insuficiente para impulsionar as cotações", informa o boletim Chicago Diário, da ARC Mercosul.

>> Clique AQUI para se cadastrar e receber o boletim Chicago Diário

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário