Soja testa movimento mais contido em Chicago nesta 4ª feira após fortes ganhos

Publicado em 13/01/2021 07:37 e atualizado em 13/01/2021 08:21 2243 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja trabalha de forma muito mais tímida e contida nesta manhã de quarta-feira (13) na Bolsa de Chicago, depois das altas de quase 50 pontos registradas na sessão anterior na sequência da divulgação dos novos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). 

Assim, por volta de 7h35 (horário de Brasília), as cotações registravam estabilidade, subindo entre 0,75 e 1 ponto nos principais vencimentos, com o março sendo cotado a US$ 14,19 e o julho a US$ 14,00 por bushel. A exceção fica pelo janeiro, que subia 13,75 pontos para ser cotado a US$ 14,35. 

Os traders acompanham os desdobramentos dos novos dados trazidos nesta terça (12) que sinalizaram safras menores nos EUA, na Argentina e mundial, além dos estoques finais também muitos ajustados no mundo todo. Assim, para analistas e consultores, os preços têm espaço para alcançancar patamares ainda mais elevados. 

Afinal, o mercado segue acompanhando o clima adverso na América do Sul, com foco ainda nas perdas sendo registradas, principalmente, na Argentina, o comportamento da demanda, e as primeiras especulações sobre a disputa por área nos EUA para a safra 2021/22. 

Veja como fechou o mercado nesta terça-feira:

>> Cotações da soja e do milho disparam em Chicago após USDA e podem subir ainda mais, alerta Agrinvest

 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário