Soja: Preços continuam subindo em Chicago nesta 5ª feira mantendo foco sobre clima nos EUA

Publicado em 15/04/2021 07:47 e atualizado em 15/04/2021 11:09 3692 exibições
Frio preocupa para safra americana; atenção também sobre a chegada de mais produto na China

LOGO nalogo

Os preços da soja seguem operando em alta na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira (15). Perto de 7h35 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 5,75 e 8,50 pontos nos principais contratos, com o maio sendo cotado a US$ 14,17 e o setembro, US$ 13,01 por bushel. 

O mercado segue refletindo as condições de clima trazendo pontuais preocupações para as regiões produtoras dos Estados Unidos, segundo explicam analistas e consultores de mercado. As baixas temperaturas ainda exigem atenção dos produtores norte-americanos. 

Inclusive, as altas são registradas também no mercado chinês. "Os futuros do milho, óleo de soja e farleo na Bolsa de Dalian sobem netsa quinta-feira, puxados pelas preocupações quanto ao clima frio nos EUA", explicam os analistas de mercado da Agrinvest Commodities. 

De outro lado, a consultoria alerta ainda para a possibilidade de um aumento do processamento de soja na China com a chegada de mais produto brasileiro, o que poderia aumentar a oferta de derivados, "exatamente em um momento em que a demanda por rações continua fraca", diz a Agrinvest. 

Ainda nesta quinta, atenção aos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) para as vendas semanais para exportação norte-americanas. É importante lembrar que os dois programas de exportação - soja e milho - estão já bastante adiantados, porém, na semana passada foram registrados cancelamentos de compras da safra velha de soja pela China, ao passo em que foram feitas compras da nova temporada. 

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira:

+ Soja para agosto nos portos do BR dão chances de até R$ 184; Chicago sobe nesta 4ª feira

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agricolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário