Soja sobe em Chicago nesta 4ª ainda motivada pela cenário ajustado de oferta e demanda

Publicado em 05/05/2021 08:12 3969 exibições

LOGO nalogo

Nesta quarta-feira (5), novas altas são registradas pelos preços da soja negociados na Bolsa de Chicago. Por volta de 7h40 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 8,75 e 12,75 pontos nos principais contratos, levando o julho a US$ 15,52 e o novembro a US$ 13,73 por bushel. 

O mercado continua a refletir pouca oferta global, principalmente com os baixos estoques norte-americanos, além das condições de clima nos EUA, que ainda sinalizam alguma preocupação aos produtores em função do frio, mas sem retardar o ritmo do plantio. No caso da soja, o ritmo dos trabalhos de campo é recorde. 

"São os altistas estão querendo cravar novos recordes, com as incertezas climáticas e a forte demanda contribuindo para alimentar esse sentimento", afirma Steve Cachia, consultor da Cerealpar e da TradeHelp. "Na segunda-feira (3),
vimos o óleo de soja em Chicago quebrar recorde de preço de todos os tempos e, nesta terça (4),  a soja e milho também deram sinais que buscam objetivos mais altos", complementa.

Dessa forma, o mercado também não desvia sua atenção do posicionamento dos fundos investidores, que seguem carregando uma posição grande e importante entre as commodities agrícolas, principalmente no milho. 

Veja como fechou o mercado nesta terça-feira:

+ Soja: Indicativos no BR tem leve melhora com dólar de volta aos R$ 5,40; CBOT sobe

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário