Soja: Chicago tem novas altas nesta 6ª feira focado nos fundamentos e frio nos EUA

Publicado em 07/05/2021 07:37 e atualizado em 07/05/2021 11:19 4026 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja dá continuidade às suas altas na Bolsa de Chicago nesta sexta-feira (7). As cotações subiam entre 7,75 e 13,25 pontos nos principais contratos, com o julho sendo cotado a US$ 15,78 e o setembro a US$ 14,55 por bushel. 

As cotações seguem refletindo os atuais fundamentos, principalmente a restrição da oferta global da oleaginosa - com foco nos baixos estoques norte-americanos - e o clima frio nos EUA, que preocupa para a germinação neste momento. 

Os ganhos mais expressivos já são registrados nos vencimentos mais distantes, refletindo uma necessidade posta sobre a nova safra do país para que traga ao menos um parcial equilíbrio da relação de oferta e demanda. 

Ontem, o contrato novembro/21 alcançou os US$ 14,00 por bushel pela primeira vez em oito anos, com uma alta de 27% no acumulado desde 2021, segundo a especialsta em commodities agrícolas Karen Braun, da Reuters Internacional. 

"É o melhor desempenho do contrato no período em quase 50 anos, mas ainda encenou perdas históricas em relação ao milho", diz Karen.

Veja como fechou o mercado nesta quinta-feira:

+ Soja no contrato julho/21 sobe quase 3% na Bolsa de Chicago somente nos primeiros dias de maio

+ Soja segue trajetória de alta em Chicago impulsionada por um risco climático que ainda não afetou a safra

Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário