Soja realiza lucros em Chicago após máxima de 9 anos e monitora ponte interditada em Memphis

Publicado em 13/05/2021 08:20 5466 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja opera em queda nesta manhã de quinta-feira (13) na Bolsa de Chicago, com o mercado realizando lucros e corrigindo suas posições depois de fechar na máximas de nove anos na sessão anterior. As cotações, por volta de 7h40 (horário de Brasília), recuavam entre 5,50 e 20 pontos, com o julho sendo cotado a US$ 16,29 e o setembro, US$ 14,74 por bushel. 

Ontem as cotações subiram ainda refletindo os baixos estoques nos EUA, inclusive para a nova temporada, como foi confirmado pelo relatório mensal de oferta e demanda divulgado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgado nesta quarta (12). 

Leia Mais:

+ USDA estima safra 21/22 de soja do BR em 144 mi de t e corta 7 mi da 2020/21 de milho do país

O clima favorável para os trabalhos de campo nos EUA, apesar de pontuais problemas, o bom ritmo do avanço do plantio também são acompanhados pelos traders e exercem uma pressão natural e sazonal sobre os preços. 

Ainda nesta quinta, o mercado também se atenta aos problemas na ponte Hernando de Soto, em Memphis. Autoridades locais descobriram uma rachadura em uma parte importante da infraestrutura e que pode deixar a ponte a ponte fechada por meses. 

O impacto do fechamento é bastante sério para o mercado norte-americano, uma vez que não afeta só o transporte pela rodovia I-40  - uma das mais importantes do país - como também o tráfego de barcaças no rio Mississippi. 

O Notícias Agrícolas apura mais informações e traz mais detalhes ao longo desta manhã. 

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira: 

+ Altas de mais de 2% nos futuros do óleo puxam grão e soja fecha com forte avanço em Chicago

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário