INTERNACIONAL: Demanda da China por farelo de soja pode aumentar no segundo trimestre

Publicado em 15/03/2010 09:56 e atualizado em 15/03/2010 11:34 666 exibições

A demanda por farelo de soja na China, maior importador de soja do mundo, pode aumentar no segundo trimestre, impulsionando o consumo da oleaginosa, informou a Shangai JC Intelligence Co. 

As medidas do governo para suportar os preços do suínos irão incentivar os produtores a aumentarem o plantel de porcos e as temperaturas mais quentes na primavera irão impulsionar o cultivo de peixe e camarão, segundo a analista de pecuária Helen Huang.

Os preços do farelo de soja chinês caíram para seu mais baixo nível, em aproximadamente um ano, por conta do declínio dos estoques de suínos, reduzindo as margens de ganho dos trituradores e diminuindo as importações da oleaginosa. A China informou, na semana passada, que irá criar medidas para reforçar os preços do plantel de suínos. 

Os mercados futuros do farelo de soja caíram 8,9% este ano. 

O produto é adicionado à ração por conta do seu alto teor de proteínas e os suínos são os maiores usuários depois do setor avícola.

 “Eu acredito que de Abril a Maio nós veremos a demanda por farelo de soja subindo. O governo criou um suporte psicológico, e os produtores de peixe e camarão estão se preparando para produzir mais”, disse o comprador de matéria prima, Cao Hongrun.

Os estoques de suínos caíram, no final de janeiro, de 469 milhões para 455 milhões de cabeças, e podem cair ainda mais em fevereiro, segundo informações de um instituto do governo. O setor avícola, até agora, se mantém estável. 

Focos de doenças

Em janeiro, muitos porcos foram abatidos por conta de uma antecipação da demanda durante o feriado Lunar em fevereiro, disse Huang. Um aumento no número de doenças, incluindo a febre generalizada e a febre aftosa, no sul da China levou os produtores a abaterem seus animais prematuramente. 

 “Baseado em nossas pesquisas, o número de focos, na realidade, é maior do que foi oficialmente divulgado”, revelou a analista. 

 “A indústria de suínos, entretanto, está provavelmente passando pelo pior”, disse Huang. Em maio passado, em um cenário semelhante, os preços caíram abaixo da marca de equilíbrio para os produtores. Os preços se recuperaram depois de que o governo começou a estocar carne de porco congelada. Os preços da carne de porco, em algumas regiões, se recuperaram após o anúncio do governo. 

Com a primavera se aproximando, as doenças animais, que tendem a ser mais fortes nas temperaturas mais frias, vão, aos poucos, diminuindo. 


Tradução: Carla Mendes

Tags:
Fonte:
Bloomberg

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário