Chicago: Com demanda estimulada e recuo do dólar, mercado de grãos volta a subir

Publicado em 20/10/2010 11:45
578 exibições
Os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago subiram pela primeira vez em seis dias e os do milho seguiram para um dos maiores ganhos em oitos sessões. As cotações da soja também trabalharam em alta durante o pregão noturno e encerrou com alta de dois dígitos, recuperando as perdas da última terça-feira.

Os preços avanaçaram diante de especulações de que um recuo no dólar possa impulsionar a demanda  de investidores e importadores dos produtos norte-americanos.

O dólar index caiu cerca de 0,8%, e já acumula queda de 6,6% desde o final de agosto com o Federal Reserve se movimentando para atiçar a economia. A moeda norte-americana mais fraca torna os produtos cotados em dólar mais baratos e estimula a demanda por matérias-primas como um investimento alternativo.

"É o dólar. Nós estamos vivendo em uma era onde as pessoas querem ter algo físico, tangível, confiável, que saibam que vai ter demanda. As safras, mais ou menos, terão demanda até onde os olhos podem ver", disse Gary Mead, analista de produtos sênior da VM Group em Londres.

A demanda aquecida e crescente por grãos também sustenta os preços na CBOT. O Egito, maior importador mundial de trigo, comprou 290 mil toneladas do grão para embarque entre 21 e 31 de dezembro. A compra incluia 55 mil toneladas de trigo dos Estados Unidos.

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou nesta quarta-feira a venda de mais 180 mil toneladas de soja para China, safra 2010/11.

>> Veja como ficaram as cotações da SOJA

>> Veja como ficaram as cotações do MILHO

>> Veja como ficaram as cotações do TRIGO

Com informações da Bloomberg
Tags:
Fonte: Redação NA

Nenhum comentário