Colheita de soja em Mato Grosso ocorre de forma mais lenta do que na safra anterior

Publicado em 12/01/2011 16:06 464 exibições
Um dos motivos da diferença foi o atraso do plantio, provocado pela estiagem prolongada no segundo semestre de 2010.
Agricultores de Mato Grosso já iniciaram a colheita das lavouras de soja. Nas plantações mais precoces, a movimentação das máquinas é grande. Nas outras, nem sinal das colheitadeiras. Cenários opostos que retratam a dimensão da sojicultura no Estado.

Na propriedade de Arilton Riedi, em Sorriso, foram plantados 1400 hectares de soja com sementes super precoces. Quase metade da área não resistiu à falta de chuvas durante a fase inicial da lavoura. Mas o restante teve desenvolvimento melhor do que o esperado. O agricultor diz que é cedo para comemorar, mas não esconde a satisfação com o bom desempenho neste começo de colheita.

– Estou colhendo em média 55 sacas por hectare, um volume bastante compensador – afirma o produtor rural.

Assim como outros agricultores que investiram nas plantações super precoces, Arilton Riedi irá substituir a soja pelo algodão safrinha. O cronograma incrementa a rentabilidade da fazenda.

Em sorriso foram cultivados 600 mil hectares de soja. Mas ainda são raras as lavouras que estão prontas para a colheita. Tanto que, até agora, apenas meio por cento das plantações foram colhidas na região. A expectativa é de que os trabalhos se intensifiquem nas próximas semanas.

O produtor Fernando Pozzobon tem fazendas em Ipiranga do Norte e Sorriso. Na primeira, a colheita já começou e a produtividade média é animadora: 50 sacas por hectare. Na propridade que fica em Sorriso as colheitadeiras devem iniciar as atividades ainda esta semana. Por enquanto, os resultados compensam o investimento.

– Nem sempre é assim com as cultivares super precoces, mas este ano está compensando o investimento – comenta.

De acordo com o Imea, nas regiões oeste (0,7%), médio norte (0,5%) e sudeste (0,1%) de Mato Grosso a colheita está mais avançada. Nas demais regiões o trabalho deve começar no fim de janeiro. Com isso, o avanço da colheita no Estado é lento. Apenas 0,3% das lavouras plantadas foram colhidas. No ano passado, nesta mesma época, as máquinas já avançavam sobre 1,5% das plantações. Um dos motivos desta diferença foi o atraso do plantio, provocado pela estiagem prolongada no segundo semestre de 2010.

Em Mato Grosso foram plantados 6,2 milhões de hectares de soja. A previsão é de que a produção supere 18,6 milhões de toneladas.

Tags:
Fonte:
Canal Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário