Soja encerra sessão com nova máxima em 30 meses na CBOT

Publicado em 01/02/2011 15:07 e atualizado em 01/02/2011 17:06 1171 exibições
Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago continuam registrando altas expressivas. A oleaginosa encerrou o pregão batendo nas novas máximas em 30 meses, com quase 30 pontos de alta.

Essa significativa subida continua refletindo o cenário de oferta bastante restrita e demanda extremamente aquecida. A China mantém seu ritmo de compras nos EUA uma vez que a expectativa é de que a entrada da safra sul-americana deverá atrasar.

A greve dos portuários na Argentina também atua como fator de sustentação para as cotações, uma vez que geram um temor de que durante a safra a instabilidade pode ser grande no país e as exportaeções prejudicadas.

"Acontecendo isso, a pressão sobre os estoques norte-americanos seriam ainda maiores, sobre estoques que, na prática, não existem", explica Ricardo Lorenzet, analista de mercado da XP Investimentos.

Frente a isso, o mercado trabalha tentando retrair a demanda e incentivando o plantio nos EUA na briga por área com o milho.

Todas essas informações ofuscam a boa safra na América do Sul que poderia pressionar os preços. Além disso, o dólar index ainda recuou significativamente nesta terça-feira, colaborando para a alta dos números em Chicago.

Hoje, ainda segundo Lorenzet, o fluxo especulativo seguiu bastante presente no mercado de commodities. "Embora o petróleo esteja realizando hoje, o cobre atinge uma nova máxima e há vários mercados com um movimento similar", diz.

Segundo analistas, as cotações devem continuar seguindo essa tendência altista até que se confirme se os produtores irão cultivar o suficiente para reabastecer os estoques.

Para os produtores brasileiros, a orientação do analista Daniel D'Ávila, da New Edge Corretora, é de que façam suas vendas aos poucos, pois os preços são bons, porém podem subir ainda mais diante deste cenário bastante positivo.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário