Goldman Sachs estima soja a US$ 16 nos próximos três meses

Publicado em 29/03/2011 11:25 e atualizado em 29/03/2011 23:15 3811 exibições
O banco Goldman Sachs aumentou suas estimativas para os preços do milho e da soja na Bolsa de Chicago para os próximos três meses.

Para a oleginosa, a previsão aumentou de US$ 15 para US$ 16 por bushel. Segundo informações do banco, "a safra mais propensa a permanecer em déficit em 2011/12 devido à forte demanda e à perda de acres para o milho e o algodão."

No caso do milho, a estimativa foi ajustada de US$ 6,20 para US$ 7,15 por bushel. O Goldman Sachs afirma que, apesar das condições climáticas nos EUA sinalizarem um recuo das cotações, qualquer problema ligado ao clima pode impulsionar o cereal e deixar o mercado vulnerável à volatilidade.

O banco aposta ainda em uma forte recuperação da demanda japonesa. Além disso, a instituição chama a atenção também para o fato do crescimento da produção norte-americana da etanol e também dos contínuos rumores sobre importações de milho por parte da China.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Deverão lucrar muito,pois enquanto induziam agricultores a vender deviam estar comprando,como já disse em outra oportunidaade ,as gratificações vão ser boas,para os operadores.Sempre foi óbvio que a soja iria a 16 dolares ,mas enquanto o especulador não comprar tudo o que queria ,demora .Depois desta ,AGORA VAI.,Quem conhece POKER sabe que enquanto vc tem uma trinquinha não dá pra ir mto longe ,mas com uma quadra se dobra a aposta. Se a soja for a 16 ,até junho,dopo sol per 30.(é o meu italiano)

    0
  • Wanderley do Nascimento Costa Sorriso/MT - MT

    É difícil acreditar em uma informação de um Banco que uma semana atrás, fez a seguinte previsão para o mercado de milho ”...banco estima que as cotações podem ser reduzidas a US$ 6,20 por bushel nos próximos três meses, a US$ 6 nos próximos seis e a US$ 5,80 nos próximos 12 meses...”

    Por ser uma importante instituição financeira, que serve de base para tomada de decisões de pessoas em todo o mundo, deveria ter uma posição mais cautelosa com os números demonstrados.

    0