CBOT: Soja encerra em forte baixa com recuo da demanda chinesa

Publicado em 11/04/2011 14:32 e atualizado em 11/04/2011 16:10 1224 exibições
As importações de soja pela China podem recuar de algo entre 54,8 e 54,5 milhões de toneladas para um volume entre 53 e 54 milhões de toneladas neste ano comercial. As informações são do gerente para informação de óleos e oleaginosas da estatal chinesa Cofco Ltd.

O declínio das compras nesta temporada é reflexo do fato de grande parte das processadoras domésticas atuarem com aproximadamente 40% de sua capacidade total  frente à apertada margem de lucro operacional. A capacidade total de esmagamento do país é de 110 milhões de toneladas por ano.

Desde março, os chineses suspenderam as compras de grãos secos de destilaria depois de uma investigação antidumping iniciada por autoridades do país.

Esse quadro de demanda mais fraca da China pela soja está pesando sobre as cotações em Chicago nesta segunda-feira e fez com que o mercado encerrasse o dia do lado negativo da tabela, com quedas de quase 25 pontos. 

Depois de reagir bem a um relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) sem novidades na sexta-feira (8), os preços registram uma forte queda na sessão de hoje, devolvendo os ganhos da sessão da sexta, que foram de quase 30 pontos.

Além da demanda fraca, há ainda as expectativas de novos cancelamentos de compras chinesas de soja dos Estados Unidos, o que pode agravar ainda mais a situação do mercado. Como catalisador desse recuo dos preços, a entrada da safra da América do Sul também exerceu uma pressão negativa sobre o mercado na sessão de hoje.

Veja como ficaram as cotações do grãos no fechamento em Chicago:

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário