Liquidação de posições derrubam futuros da soja pelo terceiro pregão seguido

Publicado em 15/09/2011 07:46 330 exibições
Clique aqui para ampliar!

Comentário:

Esta análise refere-se ao pregão futuro de quatorze de setembro de 2011. Nesta quarta-feira, as cotações futuras de soja relativas aos três primeiros vencimentos da Bolsa Mercantil de Chicago (CME) fecharam com perdas significativas, conforme a tabela acima. Comentários sobre o incremento de oferta de soja da safra norte-americana 2011/2012 anunciado em doze do corrente pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) continuaram pressionando para baixo pelo terceiro pregão consecutivo as referidas cotações. A ação registrada nesta data durante a sessão futura da oleaginosa foi pautada por vendas de liquidação de posições futuras especulativas compradas. E isto ocorreu apesar de forte recuperação dos preços nos mercados acionários de bolsas de valores e apesar da probabilidade considerada alta de geadas precoces virem a ocorrer na seção norte do Cinturão de Milho e de Soja dos EUA. Os retrocessos de preços futuros de commodities energéticas (vide o segundo gráfico abaixo) também contribuíram para a tônica negativa no pregão de soja, em Chicago.

A NOPA - Associação Nacional Norte-Americana dos Processadores de Oleaginosas informou nesta data que o esmagamento de soja estadunidense em agosto foi de aproximadamente 3,23 milhões de toneladas, ou seja, abaixo das expectativas dos participantes do mercado, situando-se ainda abaixo da quantidade processada em julho passado - cerca de 3,35 milhões de toneladas - e também abaixo do total esmagado em agosto do ano passado - cerca de 3,33 milhões de toneladas. Nesta quarta-feira, exportadores privados informaram sobre a venda de 106.000 toneladas de soja norte-americana para a China.

A renomada firma norte-americana de meteorologia - Freese-Notis Weather, Inc. - voltou a reiterar nesta data o seu prognóstico de terça-feira passada, no sentido de que acredita que na quinta-feira pela manhã poderão ocorrer mínimas de 32o Farenheit (equivalem a zero graus centígrados), ou abaixo disso, na parte leste das duas Dakotas, no quarto superior (norte) do (importante) estado produtor de Iowa, no extremo-oeste do estado de Wisconsin e em todo o (importante) estado de Minnesota. Grande parte dessas áreas está sob alerta de geada.

Tags:
Fonte:
SojaNet

0 comentário