Embrapa indica cultivares de soja convencional para a próxima safra

Publicado em 03/10/2011 15:14 400 exibições
Pesquisadores fazem um alerta para que os produtores não cultivem sementes de soja pré-inoculadas
Os produtores de soja começam a se preparar para o cultivo da safra que se inicia entre o final de setembro e o início de outubro. Entre as práticas utilizadas para incrementar a produção está a fixação biológica do nitrogênio, processo que ocorre com a inoculação de bactérias denominadas rizóbios. No entanto, os pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) fazem um alerta para que os produtores não cultivem sementes de soja pré-inoculadas.

– Apesar da inoculação prévia das sementes facilitarem a operação de cultivo, temos observado problemas sérios de eficiência da tecnologia relacionados à pré-inoculação – alerta a pesquisadora Mariangela Hungria.

Esta afirmação, de que a sobrevivência das bactérias não foi aceitável em períodos superiores a 10 dias, foi comprovada a partir da análise de alguns produtos comerciais na safra 2010/2011.

– A situação fica ainda mais séria no caso de sementes tratadas com agrotóxicos e micronutrientes, com drástica redução no número de células de Bradyrhizobium. Nestas situações os benefícios da fixação biológica do nitrogênio podem ser perdidos – ressalta Mariangela Hungria, pesquisadora da Embrapa Soja.

De acordo com o Ministério da Agricultura, os inoculantes para a soja devem possibilitar, no mínimo, 600 mil células por semente e, no caso de aplicação no sulco, seis vezes essa concentração. No entanto, ensaios conduzidos na Embrapa Soja evidenciam a diminuição drástica de células viáveis nas sementes como resultado da pré-inoculação e tratamento concomitante com alguns produtos químicos aplicados nas sementes, como resultado de pre-inoculação e tratamento concomitante com alguns produtos químicos nas sementes.

– Conduzimos ensaios de laboratório na Embrapa Soja, seguindo os protocolos oficiais do Ministério da Agricultura, cujos resultados evidenciam a diminuição de células viáveis – afirma Mariangela.

Tags:
Fonte:
Ass. Prod Sementes MT

0 comentário