Dólar encarece custo da produção da soja em MT

Publicado em 17/10/2011 08:12 355 exibições
A ascendência do dólar durante o mês de setembro trouxe impacto a todas as atividades lastreadas nesta moeda, elevando custos e reduzindo receitas. No caso da sojicultura mato-grossense, a projeção de custos para o plantio da safra encareceu 7,3% na comparação com a cotação média da moeda norte-americana em maio contra a observada no mês passado. A diferença percentual, na prática, pode impor um desembolso adicional de cerca de R$ 800 milhões.

Conforme estimativa de custo de produção elaborada pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), em um intervalo de quatro meses, maio a setembro, a base média do dólar para mensurar o custo de plantio de cada hectare de soja, em Mato Grosso, passou de R$ 1,61 para R$ 1,74. Essa variação carregou para cima o dispêndio do sojicultor que em maio teria de desembolsar R$ 1,64 mil para plantar um hectare e em setembro subiu para R$ 1,76 mil. Esse custo é o resultado da soma dos valores que o Imea apontou para cada uma das cinco regiões pesquisadas e dividido por cinco para se ter um valor médio, já que entre as diferentes porções do Estados existem investimentos maiores e menores.

Veja a notícia na íntegra no site do Diário de Cuiabá


Tags:
Fonte:
Diário de Cuiabá

0 comentário