Circuito Tecnológico recolhe quase 300 amostras de sementes

Publicado em 25/10/2011 08:24 280 exibições
A primeira semana de Circuito Tecnológico rendeu 287 amostras de sementes de soja para análise no Laboratório de Sementes da Faculdade de Agricultura e Medicina Veterinária da Universidade Federal de Mato Grosso (Famev – UFMT). Segundo a responsável técnica pelo laboratório, Profª. Drª. Maria Cristina de Figueiredo e Albuquerque, as sementes não tratadas serão analisadas quanto ao vigor e germinação e as sementes tratadas com inseticidas, fungicidas e outros elementos químicos serão analisadas quanto à sanidade e eficácia deste tratamento.
 
Nesta primeira semana de Circuito, quase 200 visitas foram feitas a propriedades rurais das regiões Norte e Oeste de Mato Grosso. Além das sementes, também foram coletadas amostras de fertilizantes e feitas entrevistas com o proprietário ou gerente das fazendas para levantar dados da área estimada de plantação, custos, e outras informações referentes à safra 2011/2012. Nesta segunda (24.10), as cinco equipes retomaram as visitas nas regiões Leste e Sul do estado. As propriedades são escolhidas pelas equipes aleatoriamente.
 
Durante a primeira semana, entre os desafios citados pelos produtores para a produção da soja no estado estão o clima e a logística. Além disso, eles esperam que novas pesquisas auxiliem no desenvolvimento de variedades de sementes resistentes a nematoides e tolerantes ao clima. A proposta da ação é fazer um raio–x da próxima safra de soja mato-grossense 2011/2012. O Circuito Tecnológico encerra dia 28 de outubro.
 
Participam da caravana o gerente técnico da Aprosoja, Nery Ribas, os supervisores de campo Franciele Dal’ Maso, Liliane Rocha, Rodrigo Fenner, Eliandro Zaffari, bem como pesquisadores e alunos da Embrapa, Unemat, Univag, UFMT, jornalistas e representantes dos patrocinadores – Basf, Serrana e Sicredi.
 
O Circuito Tecnológico acompanha o início do plantio de boa parte da área cultivada com soja em Mato Grosso, procurando saber dos produtores quais as expectativas para a próxima safra. Os questionários aplicados durante as visitas incluem perguntas sobre doenças e pragas, tipo de sementes e fertilizantes utilizados entre outros aspectos relacionados à produção. As equipes também irão avaliar outros temas relacionados diretamente com o processo produtivo, de escoamento, bem como legislação ambiental e trabalhista.
 
A largada oficial para a terceira edição do Circuito Tecnológico foi na segunda (17.10), na Fazenda Santa Luzia, de propriedade da família Badan, em Nova Mutum. A proposta é acompanhar as tecnologias utilizadas pelos agricultores no plantio da próxima safra. A meta é visitar 400 propriedades, aplicando questionários e coletando as amostras que serão enviadas para laboratórios credenciados para análise.
 
Estimativas – O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) aponta uma área de 6,78 milhões de hectares plantados com soja para a safra 2011/2012, com estimativa de produção de 21,5 milhões de toneladas. A última safra (2010/2011) registrou 6,41 milhões de hectares plantados com a oleaginosa, garantindo uma produção de 20,5 milhões de toneladas do grão.
Tags:
Fonte:
Aprosoja

0 comentário