Sem cana para moer até abril, Paraná também pode ter safra 19/20 iniciada com atraso

Publicado em 02/01/2019 16:22 e atualizado em 04/01/2019 05:22
293 exibições

LOGO nalogo

Há uma expectativa no setor sucroenergético do Paraná de que a safra vai ser iniciada com atraso no próximo ciclo. E também não haverá cana para ser moída nesta entressafra, embora oficialmente a safra 18/19 vá até abril.

As cerca de 25 unidades espalhadas especialmente no Noroeste, entre Maringá e Umuarama, estão indo para a temporada 19/20 com canaviais muito prejudicados pela seca do ano passado.  Com ponto de corte ideal, portanto, mais para frente.

" O clima afetou tudo", disse Miguel Tranin, presidente da Alcopar, entidade que reúne as fabricantes.

O Paraná vinha com colheita muito acelerada pela seca - em mais de 600 mil hectares - que favorecia os trabalhos de campo, e sofreu uma interrupção com a vinda das chuvas no final de outubro.

Ao final de novembro, começo de dezembro. a colheita foi encerrada, na faixa das 36 milhões de toneladas, contra quase 38 milhões da safra 17/18. O etanol virou sobre as safras anteriores, dando 60% para 40% de produção açúcar no Estado.

Longe de safras mais cheias, como as 45 milhões de cana moída em 2009/2010.

Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário