Consecana resgata conceito de pagamento por sacarose

Publicado em 26/03/2019 11:56
152 exibições

A diretoria do Conselho dos Produtores de Cana-de-Açúcar, Açúcar e Etanol do Estado de São Paulo (Consecana-SP) aprovou, na manhã desta segunda-feira (25), documento de Atualização do Modelo Consecana-SP, com objetivo de ampliar a sustentabilidade econômica do setor sucroenergético.

Um novo parâmetro técnico, associado à qualidade da matéria-prima, foi instituído para a safra 2019/2020. Esse novo critério estabelece que os fornecedores que apresentarem pureza do caldo da cana-de-açúcarsuperior ao índice médio registrado para toda a canaprocessada na quinzena terão direito a prêmio, a ser pago pela indústria.

Essa mudança faz parte do compromisso de atualização periódica do Modelo e tem como base a impossibilidade de se estabelecer parâmetros que representem de forma única e geral a diversidade nas regiões produtoras, além das alterações de mercado observadas nos últimos anos.

O documento também reconhece que as partes aderentes ao Sistema, unidades de processamento de cana-de-açúcar e fornecedores, são soberanas em suas relações comercias. Dessa forma, poderão negociar e definir parâmetros de bonificação/premiação de maneira complementar à referência técnica de precificação da cana-de-açúcar definida pelo Consecana-SP.

O documento indica, ainda, que o Conselho, por meio de estudos técnicos, deverá avaliar os eventuais impactos da implementação do Renovabio sobre a dinâmica atual do Modelo.

"O Consecana-SP inova mais uma vez ao incorporar ao modelo novo parâmetro técnico que induz à busca por ganhos de eficiência, fortalecendo toda a cadeia sucroenergética", acrescenta o diretor técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues.

A circular detalhando os procedimentos para a aplicação do prêmio por pureza e o documento assinado estarão, em breve, disponíveis em: http://www.consecana.com.br/

Fonte: Unica

Nenhum comentário