Lula diz que mecanização da cultura da cana-de-açúcar é "irreversível"

Publicado em 27/09/2010 18:23
506 exibições

Lula diz que mecanização da cultura da cana-de-açúcar é "irreversível"


O presidente Lula disse hoje em Barra Bonita (267 km de São Paulo) que a mecanização da cultura da cana de açúcar é "irreversível" e que os cortadores devem ser capacitados para atuarem em outras áreas que não o corte.

"Outro dia, numa feira agrícola, vi uma máquina que era capaz de realizar o trabalho de cem cortadores. Sei que isso deixa vocês apreensivos, mas o trabalho de corte é desumano", disse o presidente, para uma plateia formada em sua maioria por cortadores de cana.

"Temos que assumir a responsabilidade de ensinar vocês a aprenderem uma profissão para ganhar mais do que ganham no corte de cana", disse Lula, que também afirmou que a capacitação dos trabalhadores que devem perder seus empregos por causa mecanização da cultura deve ser feita pelo governo e pelos empresários do setor.

As declarações foram feitas hoje de manhã, durante o evento de inauguração de uma unidade termoelétrica de biomassa do Grupo Cosan, que utiliza o bagaço da cana-de-açúcar para gerar energia. O mesmo evento também marcou a inauguração de outras sete usinas termoelétricas de biomassa da Cosan e de outras empresas.

As usinas receberam recursos do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento), num total de R$ 853,61 milhões. Durante a inauguração da unidade, empresários do setor sucro energético pediram ao presidente Lula para que use sua influência para pressionar os EUA a abandonarem sua política tarifaria contra o álcool brasileiro.

Em seu discurso, Lula reiterou as vantagens do álcool brasileiro sobre o americano, feito a partir do milho. "Eles [os americanos] vão ter que utilizar o nosso álcool. Milho a gente dá para a galinha para comer ela depois. O problema de usar milho como combustível é que ele encarece o preço da ração animal e o álcool americano custa três vezes o preço do nosso álcool ", disse.

Logo no início do discurso, Lula fez piada com o produto utilizado na usina. "Aqui não produz uma caninha, não? Uma reserva especial?", disse o presidente.

O presidente também disse que o Brasil deve investir mais na geração de energia produzida a partir da queima do bagaço de cana. Atualmente, pouco mais de 5% da energia produzida no Brasil é produzida em usina de cana-de-açúcar, de acordo dados divulgados pelo setor.

Fonte: Folha de S. Paulo

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Quem escreveu contra o etanol de milho é um ignorante, um idiota. Depois, "Esse homem [Lula] é de uma penosa fragilidade intelectual. Continua sendo um sindicalista preso à superstição da luta de classes. Não entende nenhum assunto complexo, carece de capacidade de fixar atenção, tem lacunas culturais terríveis e por isso aceita a análise dos marxistas radicais que lhe explicam a realidade como um combate entre bons e maus." (Repassada pelo escritor Carlos Alberto Montaner)

    0