Usinas do Centro-Sul encerram moagem precocemente, aponta Unica

Publicado em 30/11/2010 07:45 275 exibições
Clima seco e falta de renovação nos canaviais são apontados como fatores.
A cada dia que passa, mais usinas encerram a moagem da cana-de-açúcar em boa parte do centro-sul do país. É o que mostra relatório divulgado nesta segunda, dia 29, pelo setor de açúcar e etanol. Só na região de Piracicaba, mais da metade da indústria já parou. Apesar do encerramento precoce da safra, os preços do etanol não devem sofrer uma disparada de preços na entressafra.

Em Piracicaba, a situação é essa: todo o canavial já foi colhido. Nas indústrias, pouca ou nenhuma movimentação.

Das 24 usinas da região, 18 já encerraram o processo de moagem. Uma delas finalizou os trabalhos no final de outubro. As outras seis que ainda não paralisaram devem encerrar tudo em, no máximo, em 15 dias.

O fim da moagem nesta época foi causado por dois fatores: o clima seco e a falta de renovação nos canaviais.

– O reflexo é um só. Temos menos cana e menos dinheiro no bolso dos produtores. A vantagem é que os preços esse ano estão um pouco melhores, dá um fôlego para eles – afirma o diretor técnico da Cooperativa dos Plantadores de Cana de São Paulo, José Rodolfo Pinatti.

A situação de Piracicaba é semelhante a de boa parte do centro-sul do Brasil. Até o dia 15 de novembro, 76 usinas haviam encerrado a moagem. No mesmo período em 2009, eram apenas 15. A expectativa é encerrar este mês com 140 unidades paradas. Com o fim antecipado da safra, a indústria calcula que a moagem de cana deve ficar próxima de 570 milhões de toneladas, volume 7% inferior ao previsto no começo do ano. Mas, de acordo com a indústria, essa perda não deve resultar em alta nos preço do etanol durante a entressafra.

– Esse ano o mercado está mais abastecido. As usinas estão com mais estoque de etanol  nos tanques. De tal forma, haverá produto suficiente para atender todo abastecimento do período da entressafra até o início da próxima safra, e vai se dar entre o final de março e começo de abril – explica o diretor técnico da Unica, Antonio de Pádua Rodrigues.

Além de São Paulo, Goiás deve encerra a moagem de cana-de-açúcar em dezembro. Já as usinas em Mato Grosso do Sul e Paraná têm matéria-prima para processar até janeiro.

Fonte:
Canal Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário