Argentina: ministro de Buenos Aires acredita que Brasil não irá rever tarifa sobre trigo em renegociação do Mercosul

Publicado em 08/01/2019 10:12
168 exibições

O Governo da província de Buenos Aires, na Argentina, acredita que a renegociação do Mercosul que será realizada entre os presidentes do Brasil e da Argentina a partir da próxima semana não irá incluir o trigo, um dos principais produtos que o país vizinho exporta para cá.

"Me custa acreditar que o Brasil deixará de comprar trigo de nós", disse o ministro da Agroindústria da província de Buenos Aires, Leonardo Sarquís, em entrevista ao La Nación, diante da possibilidade de que se reveja a preferência tarifária que o trigo argentino possui frente a outras origens para ingressar no Brasil.

"O Brasil precisa de 11 milhões de toneladas de trigo para seu consumo interno, dos quais produz 6 milhões e, o restante, tem que ser buscado em outras origens", acrescentou Sarquís.

A província de Buenos Aires, com quase 37% da área plantada a nível nacional, é a principal produtora de trigo da Argentina. Desde quando o Mercosul foi criado, a Argentina possui tarifa zero para exportar o cereal ao Brasil, o que faz esse trigo mais competitivo do que o de outras origens, como Estados Unidos e Rússia.

Tradução: Izadora Pimenta

 

Fonte: La Nación

Nenhum comentário