Publicidade

Argentina anuncia área recorde semeada neste inverno 21/22

Publicado em 27/07/2021 14:57 e atualizado em 27/07/2021 15:43 391 exibições
Serão 8,25 milhões de hectares divididos entre culturas de trigo e cevada, com crescimento de ambas com relação à temporada passada

Logotipo Notícias Agrícolas

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina divulgou nesta terça-feira (27) que a safra de inverno 2021/22 terá uma área estimada de 8,25 milhões de hectares, o que constitui um recorde histórico para o país.

De acordo com o levantamento da Subsecretaria de Agricultura, a área total semeada com trigo será de 6,95 milhões de ha., enquanto a cevada cobrirá 1,3 milhão de ha, o que implica aumentos de 3,7% e 4% respectivamente, em relação à campanha anterior .

Nesse sentido, as estimativas agrícolas indicam que a partir de 22 de julho o avanço do plantio de trigo em nível nacional foi de 96%, 2% a mais que na mesma data do ano passado, terminando em Córdoba, Santa Fé, San Luis, Santiago del Estero e o NOA; enquanto na província de Entre Ríos o avanço é de 97%, em Buenos Aires é de 92% e em La Pampa e Chaco é de 91%.

Publicidade

“Deve-se destacar que o trabalho de semeadura está se desenvolvendo sem maiores inconvenientes e, em geral, com condições de umidade adequadas, embora na província centro-norte de Buenos Aires, La Pampa, Chaco, Santiago del Estero e NOA, a ocorrência de chuvas para promover o seu crescimento”, destaca o Ministério.

A publicação ainda aponta que as geadas ocorridas nas principais áreas, em princípio, não teriam causado danos significativos e não há problemas de sanidade generalizados.

Por sua vez, a cevada está praticamente semeada, estando os últimos lotes em algumas áreas da província de Buenos Aires e no norte de La Pampa, com 35% da superfície emergente e os restantes 65% em fase de crescimento.

“O estado dos lotes é de bom à muito bom, favorecido pelas condições hídricas dos solos, principalmente no sudeste de Buenos Aires, principal área produtora desta cultura”.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Renato Luiz Hannisch Santa Maria - RS

    Interessante! Há pouco tempo atrás noticiaram aqui no NA que os agricultores argentinos estavam abandonando suas plantações, por não terem apoio político e econômico... E agora, aqui mesmo é anunciado um recorde de plantio. Quem sabe explicar isso? Os agricultores argentinos não estavam "desanimados"? e blá-blá-blá.... ?!?

    2