USDA mostra vendas semanais de soja dos EUA bem abaixo das expectativas

Publicado em 11/04/2019 14:32
703 exibições

LOGO nalogo

Mais uma semana de vendas fracas para exportação de soja nos EUA. O país, de acordo com o boletim divulgado nesta quinta-feira (11) pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), vendeu apenas 270,4 mil toneladas de soja em grão na semana encerrada de 4 de abril. As expectativas do mercado, no entanto, variavam de 800 mil a 1,250 milhão de toneladas. 

O volume ficou 61% abaixo do registrado na semana anterior e é 37% menor do que a média das últimas quatro semanas. O México foi o maior comprador da oleginosa americana na semana em questão. Assim, com esses baixos números, o programa americano de exportações se mostra bastante atrasado. 

No acumulado da temporada, os EUA já possui 43.990,1 milhões de toneladas de soja comprometidas, enquanto no ano passado eram mais de 52 milhões neste mesmo período. O USDA estima as exportações americanas em 51,03 milhões de toneladas em todo o ano comercial 2018/19, que se encerra em 31 de agosto. 

Milho

Os EUA venderam ainda 548 mil toneladas de milho na última semana e o total também ficou aquém do esperado, já que as expectativas variavam entre 650 mil e 1,150 milhão de toneladas. Apesar de baixo, esse total é 2% maior do que o da semana anterior, porém, 18% menor do que a média das últimas quatro semanas. A Colômbia foi a maior compradora. 

Em todo o ano safra, os americanos já venderam 43.743,3 milhões de toneladas de milho, contra mais de 48 milhões no mesmo período da temporada anterior. No último reporte mensal de oferta e demanda, o USDA revisou para baixo as vendas para exportação de milho dos EUA para 58,42 milhões de toneladas. 

Trigo

Na mesma semana, as vendas de trigo também ficaram abaixo das expectativas - de 400 mil a 700 mil toneladas - e somaram somente 273 mil toneladas. 61% a menos do que na semana anterior e 37% menos do que a média das últimas quatro semanas. Os Mexicanos também foram os maiores compradores no período. 

 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário