USDA: Vendas semanais de soja dos EUA ficam bem abaixo das expectativas

Publicado em 24/10/2019 10:33 e atualizado em 24/10/2019 14:49
1956 exibições

LOGO nalogo

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trouxe seu novo boletim semanal de vendas para exportação com os números da soja bem abaixo das expectativas do mercado. Na semana encerrada em 17 de outubro, os EUA venderam somente 475,2 mil toneladas da oleaginosa da safra 2019/20, quando os traders esperavam algo entre 700 mil e 2 milhões de toneladas. 

O maior comprador da soja americana, na última semana, foi o Paquistão. O volume total é 70% menor do que o da semana anterior e 72% mais baixo se comparado à média das últimas quatro semanas. Na temporada, o país já tem 18.463,6 milhões de toneladas de soja comprometidas, contra mais de 20,9 milhões do ano passado, nesse mesmo período. 

Leia também:

>> USDA anuncia nova venda de soja para a China nesta 5ª feira (24)

MILHO

As vendas semanais de milho para exportação  vieram dentro do esperado e somaram 491,5 mil toneladas, com a maior partes destinada ao México. As expectativas variavam entre 450 mil e 850 mil toneladas. 

Em relação à semana anterior, foi registrado um aumento de 33% e de 15% na comparação com a média das últimas quatros semanas. As vendas norte-americanas do cereal totalizam, em toda a temporada, em 10.856,0 milhões de toneladas, contra mais de 21 milhões do ano comercial anterior. 

TRIGO

Assim como a soja, as vendas semanais de trigo norte-americanas também ficaram abaixo do esperado pelo mercado ao somarem 262,4 mil toneladas. As expectativas variavam entre 300 mil e 600 mil toneladas. 

DERIVADOS DE SOJA

O USDA informou ainda as vendas semanais de 110,4 mil toneladas de farelo de soja, contra expectativas de 100 mil a 300 mil toneladas. Sobre o óleo de soja, foram 3,3 mil toneladas, enquanto o mercado esperava algo entre 0 e 25 mil toneladas. Os maiores compradores foram, respectivamente, o Vietnã e a Colômbia. 

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário