USDA: Boletim de dezembro, segundo analistas, deverá chegar com poucas e tímidas mudanças

Publicado em 09/12/2019 16:52
2190 exibições

LOGO nalogo

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) chega com seu último boletim mensal de oferta e demanda de 2019 nesta terça-feira, 10 de dezembro, e as expectativas do mercado são de um boletim neutro, com pouca ou nenhuma mudança. 

Ainda assim, o mercado, como explica Todd Hultman, analista do portal DTN The Progressive Farmer, se questiona "quando o USDA irá contabilizar os problemas que têm sido visto nos campos, principalmente de milho?". E completa dizendo que não acredita que as mudanças cheguem nesta terça. 

ESTOQUES FINAIS DOS EUA

Para os estoques finais norte-americanos de soja se espera algo entre 9,39 e 14,21 milhões de toneladas, com média de 12,85 milhões. Confirmada, a média ficaria bem próxima das 12,93 milhões do boletim de novembro. 

Já sobre os estoques de milho, o mercado espera a média das projeções em 47,73 milhões de toneladas, as quais ficam entre 37,57 e 49,79 milhões. No reporte do último mês, os estoques finais do cereal foram estimados em 48,54 milhões de toneladas. 

ESTOQUES FINAIS MUNDO

Para os estoques finais globais de soja se espera uma leve correção para cima, com a média das expectativas em 96,2 milhões de toneladas. O intervalo esperado pelo mercado é de 94 a 101,9 milhões de toneladas. Em novembro, o USDA trouxe os estoques globais da oleaginosa em 95,4 milhões de toneladas. 

Já sobre os estoques finais de milho do mundo, o mercado estima algo entre 292 e 298,2 milhões de toneladas, com média de 295,6 milhões. No boletim anterior, o número veio em 296 milhões. 

PRODUÇÃO AMÉRICA DO SUL

Para os números das safras de soja e milho da Argentina também são esperadas poucas e tímidas mudanças. 

A média esperada para a safra de soja do Brasil é de 123,03 milhões de toneladas, em um intervalo de 122 a 124 milhões. Em novembro, a estimativa foi de 123 milhões. Para a Argentina, a média esperada é de 53 milhões - o mesmo do mês passado - com os números variando de 52 a 54 milhões. 

Sobre o milho, a colheita brasileira é esperada para ficar entre 100 e 101,5 milhões de toneladas, com média de 100,93 milhões. No reporte anterior, foram estimadas 101 milhões de toneladas. Já para a safra argentina as expectativas variam de 49 a 50 milhões de toneladas, com média de 49,77 milhões. No mês passado, a projeção foi de 50 milhões de toneladas. 

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário