Vendas de fertilizantes caíram 21% em abril e 8% no acumulado do ano de 2015 no Brasil; dólar mais alto preocupa produtores

Publicado em 15/05/2015 10:09 e atualizado em 15/05/2015 11:56
1155 exibições
Vendas de fertilizantes caíram 21% em abril e 8% no acumulado do ano de 2015, refletindo as incertezas sobre o volume de recursos para a agricultura e das indecisões e planejamento dos produtores. Formação dos preços depende do mercado internacional, mas os mesmos já se mostram mais altos em função do dólar mais valorizado.

No mês de abril as vendas de fertilizantes recuaram 21%, e no acumulado do ano a queda foi de 8% se comparado ao mesmo período do ano passado, foi o que mostrou o levantamento da AMA (Associação dos Misturadores de Adubos do Brasil).

Vários fatores contribuem para a redução das compras de adubos, como o atraso na comercialização da safra, a dificuldade para conseguir crédito e o aumento dos custos pressionados pelo dólar.  No Brasil 80% dos fertilizantes são importados.

Carlos Eduardo, diretor executivo da AMA do Brasil, afirma que diante desse cenário os produtores estão "apreensivos" quanto às decisões que devem tomar na safra 2015/16.

"Em termos de fertilizantes e logística, poderemos ter uma retirada muito grande de fertilizantes no segundo semestre, então teremos um gargalo complicado. Para o agricultor, é importante que ele antecipe alguma coisa para não sofrer consequências desse estrangulamento no segundo período", alerta Eduardo.

O setor espera agora que as compras de fertilizantes fiquem concentradas no segundo semestre, aumentando os custos com a entrega. 

Tags:
Por: Carla Mendes e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário