Parcerias entre institutos de pesquisa e iniciativa privada deve gerar avanço da tecnologia no Brasil

Publicado em 27/03/2017 12:12 e atualizado em 27/03/2017 16:06
296 exibições
Apta realiza nesta terça-feira (28) em Campinas workshop para apresentar oportunidades de novos negócios para as cadeias agrícolas. Com aprovação do projeto 328/2016, algumas áreas da agência serão vendidas, mas não deve trazer prejuízos às pesquisas. Parte do montante arrecadado será investido em novos recursos. Funcionários serão realocados em outras unidades.
Confira a entrevista com Orlando Melo de Castro - Coord. APTA-SP

Podcast

 

 

Download

Nesta terça-feira (28), a Agência Paulista de Tecnologias do Agronegócio (APTA) realiza, em Campinas (SP), um congresso para apresentar oportunidades de novos negócios para as cadeias agrícolas, como explica o coordenador da agência, Orlando Melo de Castro, em entrevista realizada nos estúdios do Notícias Agrícolas.

A necessidade vem em sequência de um evento realizado em outubro, focado na cadeia de proteína animal. Agora, a área agrícola está em foco, envolvendo também órgãos como o Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e o ITAL.

O evento vem para mostrar potencialidades e as ações dos institutos de pesquisa na área vegetal. Hoje, há uma legislação que permite parcerias de projetos de pesquisa envolvendo instituições públicas e a iniciativa privada.

O projeto 328/2016 permite também que algumas áreas da agência sejam vendidas. No entanto, isso não deve afetar as pesquisas realizadas e o montante arrecadado será investido em novos recursos, com funcionários sendo realocados em outras unidades.

Os pesquisadores envolvidos nos projetos realizados também poderão receber 1/3 dos rendimentos auferidos por essas pesquisas - logo, os resultados não pertencerão apenas à instituição, mas também à equipe desenvolvedora. "Ao trabalhar junto, a instituição cresce e cresce a equipe. É uma oportunidade que nós temos de explorar ainda mais as nossas infraestruturas", diz Castro.

Com isso, foram criados também núcleos de inovação tecnológica para realizar análises, avaliação dos projetos, contratos etc. Com o workshop, a APTA pretende também externalizar essas possibilidades.

Acompanhe a entrevista completa no vídeo acima.

Por: Fernanda Custódio e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário